Cerca de 80% dos policiais rodoviários federais aderiram à paralisação de 24 horas da categoria que teve início neste domingo, segundo a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FENAPRF). O movimento envolve 24 Estados e o Distrito Federal.

Os policiais devem atender apenas os casos de emergência.

De acordo com informações da Agência Brasil, a paralisação é motivada pelo descumprimento pelo governo do acordo que prevê a exigência de nível superior para novos contratados e o pagamento de parcelas de reajuste salarial para julho. Os policiais rodoviários federais prometem entrar em greve a partir de 30 de maio, caso não haja avanços por parte do governo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.