Depois da proibição da Parada Gay de Duque de Caxias, no último domingo, os organizadores do movimento já estabeleceram nova data para o evento: dia 15 de novembro, feriado da proclamação da República. Responsável pelo cancelamento, o prefeito da cidade, José Camilo Zito (PSDB), será convidado a participar da caminhada.

Hoje, representantes de entidades do movimento gay entregam ofícios relatando o cancelamento do evento e pedindo garantias aos direitos dos homossexuais ao Ministério Público Estadual (MPE) e à Ordem dos Advogados do Brasil no Rio (OAB-RJ).

Para justificar a proibição da parada, o prefeito Zito alegou não ter recebido os documentos exigidos para a promoção de eventos com grande público na cidade. Os organizadores contestaram o prefeito e mostraram cópias de ofícios enviados no dia 14 de setembro, informando sobre a realização da caminhada.

"Como é que pode alegar isso? Os ofícios foram enviados para o seu gabinete, para dois secretários municipais e a Defesa Civil. Nenhum órgão do Estado nos contestou. Queria saber o que está por trás disso", disse a presidente do Grupo Pluralidade e Diversidade de Duque de Caxias, Sharlene Rosa, uma das entidades que organizaram o evento de domingo.

Zito negou ter problemas com homossexuais, mas informou ter recebido cartas de segmentos evangélicos e católicos criticando a realização da parada. "Quero deixar bem claro que eu não tenho nada contra homossexual. Sou uma pessoa definida e realizada. A maior demonstração de que eu não tenho nada contra homossexual é que no meu governo tem homossexual declarado, não declarado, sapatões", informou o prefeito.

Zito recusou o convite para participar do evento. "Não tenho por que participar disso daí. Eu respeito todos os segmentos, mas eu tenho o que eu faço parte. Eu sou flamenguista, mas respeito o botafoguense, o vascaíno, o tricolor. Mas só vou no jogo do Flamengo."

A expectativa dos organizadores é reunir 200 mil pessoas. Segundo eles, todo ano ocorrem outros 21 eventos similares no Estado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.