A Parada Gay da Sérvia foi cancelada depois que autoridades disseram que não poderiam garantir a proteção do evento contra grupos extremistas. O porta-voz da parada, Dusan Kosanovic, afirmou que os policiais sugeriram outro local em vez do centro de Belgrado, considerado muito arriscado pelas autoridades, mas os organizadores decidiram cancelá-la.

Vários grupos extremistas haviam afirmado que atacariam os participantes do evento.

A parada era vista como um grande teste para o atual governo sérvio, que lançou reformas pró-Ocidente no país e prometeu proteger os direitos humanos.

O evento seria a primeira Parada Gay da Sérvia desde 2001. A última recebeu pouca proteção policial e foi interrompida por grupos direitistas. As informações são da Associated Press.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.