Para UDR, governo de SP cedeu às pressões do MST

O presidente da União Democrática Ruralista (UDR), Luiz Antonio Nabhan Garcia, disse que o governo do Estado de São Paulo cedeu às pressões dos movimentos sociais, como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), e da Comissão Pastoral da Terra (CPT), e perdeu o interesse em resolver a questão fundiária do Pontal do Paranapanema. O governo reconhece ter dificuldade para aprovar o projeto.

Agência Estado |

Ele criticou o fato de José Rainha, líder do MST, chamado por Nabhan de "organização criminosa", ser recebido por autoridades em Presidente Prudente, enquanto as audiências públicas para discutir o projeto de regularização das terras do Pontal são canceladas. Hoje, a marcha de José Rainha entra em Presidente Prudente, interior de São Paulo, e ocupa a praça central. Ele deve ser recebido por representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e do Ministério Público Estadual.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG