Para sindicalista, sobrecarga causou explosões em SP

O presidente do Sindicato dos Eletricitários de São Paulo (Stieesp), Antonio Carlos dos Reis, mais conhecido como Salim , disse hoje que as duas explosões que aconteceram hoje em equipamentos da empresa Transmissão Paulista (CTEEP, Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista), na Freguesia do Ó, zona norte da capital paulista, e da Estação Transformadora de Distribuição da Bandeirante Energias do Brasil, em Guarulhos, na Grande São Paulo, ocorreram por sobrecarga de energia e provam que as companhias continuam sem fazer manutenção preventiva. O descaso, novamente, provocou explosões no sistema, deixando cerca de 40 mil pessoas sem energia, declarou, em nota.

Agência Estado |

Segundo Salim , as companhias de energia têm deixado de investir nos equipamentos e o resultado são as recentes explosões e falta de energia que têm atingido a capital. "Há muito tempo não há novas fontes de energia, o que faz gerar as sobrecargas pelo alto consumo", ressaltou.

No comunicado, ele lembrou que, em março, aconteceram dois incidentes semelhantes aos de hoje. No entanto, segundo Salim , nenhuma providência foi tomada e nem fiscalização foi realizada nas companhias. "Esses acontecimentos serão cada vez mais constantes se as empresas continuarem a não investir em manutenção preventiva" concluiu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG