Para Serra, conquistas econômicas recentes não estão garantidas

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), sugeriu nesta quarta-feira que o país ainda precisa trabalhar para garantir a sustentabilidade das conquistas econômicas dos últimos anos. Nenhuma conquista é definitiva, nenhum progresso no Brasil e no mundo é garantido e irreversível, disse Serra em discurso durante homenagem do Senado ao centenário do nascimento de Tancredo Neves.

Reuters |

"Assim como não somos escravos dos erros do passado, tampouco devemos crer que a eventual sabedoria dos acertos de ontem e de hoje se repetirá invariavelmente hoje e amanhã. É necessário ter isso presente porque a estabilidade, o crescimento e os ganhos de consumo ainda não têm garantidas as condições de sustentabilidade no médio e no longo prazos."

Na véspera, ao criticar o terrorismo eleitoral, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que "não existe possibilidade de quem quer que seja estragar o que está construído neste país".

Provável candidato do PSDB à Presidência, Serra aproveitou a homenagem a Tancredo para recuperar a história do país desde a redemocratização, justamente com a eleição indireta do político mineiro como presidente.

"Nosso dever é, por conseguinte, o de assumir, com humildade e coragem, a herança desses 25 anos, não para negar o passado, mas para superá-lo a fim de fazer mais e fazer melhor."

Leis mais sobre: Serra

    Leia tudo sobre: serra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG