ações políticas condenáveis - Brasil - iG" /

Para PSDB, Yeda é alvo de ações políticas condenáveis

A executiva do PSDB afirmou que a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), tem sido alvo de um movimento político articulado para desestabilizar seu governo. Em nota, o partido destaca que a eleição de Yeda Crusius contrariou interesses e rompeu paradigmas, o que desencadeou práticas, procedimentos e ações políticas condenáveis e inadmissíveis entre os partidos democráticos.

Agência Estado |

A revelação de um esquema de fraude de R$ 44 milhões no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e seus desdobramentos mergulharam o governo de Yeda Crusius em uma profunda crise política. A governadora já realizou trocas na cúpula do governo, exonerou inclusive o ex-chefe da Casa Civil, Cézar Busatto (PPS), que aparece em uma gravação com o vice-governador, Paulo Feijó (DEM). No áudio, Busatto afirma que "todos os governadores só chegaram aqui (ao governo) com fonte de financiamento". "Hoje é o Detran, no passado foi o Daer (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem)", disse.

De acordo com a nota, a executiva tucana, ao mesmo tempo em que defende a apuração de desvios de conduta, rejeita qualquer atitude pessoal, administrativa e política que objetive atingir a honra da governadora. "Seu mandato conquistado nas urnas é legítimo", afirma, na nota. O comunicado é assinado pelo presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG