radical - Brasil - iG" /

Para produtores do MT, gestão de Marina foi radical

O produtor rural e presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Mato Grosso (Famato), Rui Prado, considerou que a gestão da ministra demissionária do Meio Ambiente, Marina Silva, sempre foi muito radical. Ela sempre colocou o meio ambiente acima de tudo, quando era preciso incluir também aspectos econômicos e sociais nessa discussão para atingir a tão falada sustentabilidade, disse Prado.

Agência Estado |

O representante dos produtores do Mato Grosso disse que a relação com o governo do ponto de vista ambiental sempre foi, e ainda está, muito difícil. "Chegou a um ponto onde não era mais possível conversar. Nos últimos tempos tivemos que entrar com três mandados de segurança contra o governo devido a problemas relacionados ao meio ambiente", disse o presidente da Famato.

A expectativa da Famato é que o novo ocupante da pasta tenha um pensamento diferente da ministra Marina Silva. "Esperamos que venha um ministro que pense no Brasil e nos brasileiros e não um que fique pautado nas questões internacionais, como parecia ser o caso da ministra Marina", disse Prado.

O presidente da Associação dos Cafeicultores do Paraná e ex-presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Luiz Suplicy Hafers, é uma das lideranças rurais que comemorou a saída da ministra Marina Silva. Na opinião de Hafers, o presidente Lula tem sido inteligente, ao buscar soluções para as questões relacionadas a energia e alta dos preços dos alimentos, enquanto a ministra demissionária "sempre assumiu uma postura intransigente, prejudicial à causa ambientalista". "Ela exagerou na dose", diz ele.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG