A senadora Marina Silva (PV-AC) defendeu hoje em São Paulo que as ações de representantes do agronegócio também sejam investigadas pela CPI do MST. A comissão mista foi criada para verificar eventuais irregularidades na atuação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

"É fundamental que se coloquem também as instituições que representam os produtores", disse. "Violências, extrapolações e irregularidades acontecem de todos os lados."

Para a ex-ministra do Meio Ambiente, investigar apenas "um lado" da história parece uma forma de "intimidar" o movimento. "É como se os demais estivessem perfeitos. E não estão", afirmou, após palestra em evento da Serasa Experian na capital paulista.

Segundo Marina, há relatórios mostrando a morte de "centenas" de pessoas no campo. "Tudo isso tem de vir a lume para que se tenha uma melhoria da questão agrária no País."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.