Para Mantega, Brasil será 1o país a sair da crise global

BRASÍLIA (Reuters) - O Brasil será o primeiro país a sair da crise financeira global, sustentou nesta quarta-feira o ministro da Fazenda, Guido Mantega. O Brasil foi o último país a desacelerar o seu ritmo de crecimento e eu tenho certeza, pelas condições que nós reunimos, que será o primeiro a sair dessa crise, afirmou.

Reuters |

O governo vem repetindo que o país está melhor posicionado que os demais para enfrentar a crise, mas o crescimento econômico está desacelerando e o mercado de trabalho, encolhendo.

A expectativa de analistas do mercado é de que o Brasil cresça 1,5 por cento este ano, depois da expansão de cerca de 5 por cento no ano passado. Alguns economistas, no entanto, não descartam estagnação ou mesmo uma contração em 2009.

Mantega acrescentou que o impacto da crise está sendo limitado pelas medidas do governo, como uma redução no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) que ajudou na recuperação das vendas de automóveis.

"Nós temos o desafio de impedir que essa crise possa frustrar as conquistas que o Brasil teve nesses últimos anos, as conquistas na área econômica e as conquistas na área social", disse.

"Temos que impedir que essa crise reduza os empregos que estamos criando no Brasil. Temos que impedir que essa crise venha a abortar o ciclo de desenvolvimento econômico e social que estamos implantando aqui no país."

(Por Ana Nicolaci da Costa)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG