Tamanho do texto

O deputado Arnaldo Madeira (PSDB-SP) considerou hoje a declaração do vice-presidente José Alencar a favor do prolongamento da permanência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma manifestação precipitada, que mostra que há no governo a intenção de um terceiro mandato e que ele espera apenas o melhor momento para pôr em movimento. Madeira comparou Alencar a outro mineiro - o general Olímpio Mourão Filho, que, em 31 de março de 1964, precipitou o início do golpe militar que era articulado e se concretizou na madrugada de 1º de abril.

"José Alencar, talvez, seja o general Mourão do terceiro mandato", afirmou. Além disso, o deputado do PSDB de São Paulo considerou que o vice-presidente "não tem idéia do que sejam as instituições democráticas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.