Para Lula,derrotados nas urnas não querem que governo faça obras

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira que alguns no Brasil há pessoas que foram derrotadas nas urnas que não querem que os vencedores realizem seus projetos. Há um certo tipo de gente que no exercício da democracia não se contenta em perder. Ele quer que quem ganhe não faça nada para poder justificar os discursos feitos durante a campanha, disse Lula durante a inauguração dos novos estúdios de uma emissora de TV no Rio de Janeiro.

Reuters |

Recentemente, Lula foi acusado pela oposição de fazer campanha eleitoral durante inauguração de obras do governo federal. As críticas ganharam força depois que o presidente passou três dias no Nordeste inaugurando obras da transposição do rio São Francisco.

Lula lembrou que quando foi eleito presidente em 2002, muitos desconfiaram de seu governo, temores que duraram até 2005.

"Ainda não era muita gente que acreditava no Brasil em 2005. Aqueles que em 2002 não tinham votado em mim ficaram torcendo para que o governo não desse certo", afirmou.

Lula reiterou sua confiança no sucesso da Olimpíada de 2016 e acredita que até lá o Brasil tem condições de se tornar a quinta economia do mundo.

"Para um país dar certo, uma empresa dar certo, é preciso acreditar em si mesmo", finalizou.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG