Para Lula, investir em refinarias torna país mais competitivo

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou nesta segunda-feira a intenção de transformar o Brasil em um grade exportador de derivados do petróleo, por meio da construção e modernização de refinarias. Na semana passada, o presidente visitou obras de duas refinarias, uma no Rio de Janeiro (Comperj - Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro) e outra no Paraná (Repar - Refinaria Presidente Getúlio Vargas ) --obras na mira do Tribunal de Contas da União. A orientação do TCU pela paralisação das obras havia sido incluída na lei orçamentária de 2010, mas foi vetada por Lula.

Reuters |

"Nós temos investido em novas refinarias, porque nós acreditamos que com o pré-sal o Brasil vai ser um grande exportador de derivados de petróleo. Nós não queremos exportar o petróleo cru, nós queremos exportar produtos que possam gerar maior ganho para a Petrobras e maior ganho para o Brasil," disse Lula, no programa semanal de rádio "Café com o Presidente".

O presidente lembrou das obras em curso de outras refinarias no Maranhão, Ceará, Pernambuco e no Rio Grande do Norte, para a produção de derivados do petróleo com padrão para exportação e menor índice de gases poluentes.

"São grandes investimentos para que nós possamos adequar as nossas refinarias a produzir um petróleo de melhor qualidade, sobretudo o óleo diesel e a gasolina, que tem um conteúdo de enxofre muito forte, e nós queremos produzir gasolina num padrão internacional."

O presidente gravou o programa de Israel, onde se encontra desde o domingo. Lula visitará ainda a Palestina e a Jordânia, para reforçar a atuação do Brasil nos esforços de pacificação da região.

(Por Maria Carolina Marcello)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG