Para líder do PMDB, Meirelles não tem chance de ser vice de Dilma

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, não tem chances, no atual cenário, de ser indicado pelo PMDB para ocupar a vaga de vice na chapa a ser liderada pela ministra Dilma Rousseff na eleição presidencial, afirmou nesta quarta-feira o líder do partido na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN). Perguntado sobre a possibilidade de Meirelles compor a chapa de Dilma (PT), o parlamentar ironizou: Por qual partido?

Reuters |

Caciques do PMDB não veem em Meirelles um nome que representaria o partido em uma eventual coalizão com os petistas pelo fato de o presidente do BC ter se filiado à legenda apenas em setembro do ano passado. Em 2002, Meirelles foi eleito deputado federal pelo PSDB, mas, para assumir o BC no início de 2003, desistiu do mandato e deixou a sigla.

"O PMDB hoje tem um candidato único a apresentar à ministra Dilma caso se consolide essa aliança: é o nome de Michel Temer (SP)", acrescentou, referindo-se ao presidente da Câmara e da legenda.

"Esse é o meu sentimento, mas será uma decisão soberana da convenção (do partido)." As convenções partidárias que formalizarão as alianças e as chapas para as eleições serão realizadas em junho.

Se quiser disputar as eleições de outubro, Meirelles terá de deixar o comando da autoridade monetária até o início de abril.

A opção que teria mais apoio dos peemedebistas neste momento seria concorrer ao Senado por Goiás, já que tentar o governo estadual foi praticamente descartado.

Leia mais sobre eleições 2010 .

    Leia tudo sobre: eleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG