Para estilista, a moda é estar fora dela Por Equipe AE São Paulo, 16 (AE) - Fawsia Borralho é uma stylist que está interessada em criar acessórios atemporais para gente que valoriza conceitos. Formada na primeira turma de Moda da Faculdade Anhembi Morumbi, em São Paulo, e pós-graduada em museologia pela extinta Faculdade de Ciência e Política de São Paulo, ela deu um salto profissional ao fechar, no ano passado, parceria com a artista plástica e estilista Karlla Girotto.

Juntas, criaram a Gibb, especializada em bolsas e acessórios que não se prendem à moda ou às tendências das estações.

O resultado? Uma coleção com linguagem própria, rica na cultura artesanal. Em menos de um ano, o mercado de moda reconheceu o talento da Gibb. Já em 2008 abocanhou uma cobiçada clientela e suas bolsas começaram a dar o que falar. Fawsia conta o segredo sem medo: incrementa a produção com objetos de várias partes do mundo, como as medalhas de prata trazidas do Egito. As peças, assim, ganham qualidade, beleza mágica, atrevimento.

Professora de produção de moda da FMU-SP, ela diz que um bom acessório funciona como um "salva-vidas" fashion. "As bolsas da Gibb são peças fortes", garante. Por isso, ela faz questão de experimentar sempre novos materiais em diferentes volumes e proporções.

Ao longo de duas décadas, Fawsia fez produções de catálogos para as revistas Nova, Boa Forma, Elle, Audi, Claudia e World Fashion - e assinou críticas e matérias de moda em outras tantas. Foi produtora de moda e fez produção executiva em eventos como Fenit, Moda Intima, Aqua e Saponi e Morumbi Fashion. Foi com seus memoráveis stylists nos desfiles do estilista Mareu Nitches, contudo, que ganhou projeção. "Mareu me deu aprendizado porque eu participava de todo o processo, desde pensar a coleção."

Ela lembra que foi em uma palestra que ministrou para a Apex, sobre pesquisa de moda e aplicação de técnicas de artesanato na produção de moda, que começou a se interessar pelo artesanato brasileiro. Nas suas andanças pelo Norte e Nordeste se extasiou com a riqueza cultural.

As bolsas da marca Gibb são construídas em couro ou tecido, com bordados, aplicações de chifres, franjas, metais grandes trabalhados, botões, alças trançadas - nada óbvias, portanto. Os acessórios estão à venda no show room NOS - Never Out Stock na Rua Augusta, 2.485, nos Jardins, em São Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.