Para eleger vice em MG, Aécio prega a continuidade

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), inicia amanhã o anunciado mergulho na estratégia para eleger seu vice, Antônio Anastasia (PSDB), pré-candidato à sucessão estadual. Aécio já avisou que até o prazo de sua desincompatibilização, no fim de março, pretende fazer pelo menos 30 viagens ao lado de Anastasia para inaugurar um número enorme de obras no interior do Estado.

Agência Estado |

Hoje, ele indicou o tom da campanha tucana, afirmando que na eleição estará em jogo a continuidade de seu governo ou o risco de retrocessos.

"Acho que essa será a grande questão daqui por diante: nós vamos continuar avançando na mesma direção ou vamos ter aqui retrocessos. E o professor Anastasia é quem garante o avanço das medidas que nós viemos tomando até aqui", afirmou Aécio, ao participar da solenidade que autorizou o início das obras de modernização do estádio Mineirão para Copa do Mundo de 2014.

Junto com Anastasia, Aécio entrega amanhã a reforma do aeroporto de Capelinha, cidade do Vale do Jequitinhonha. À tarde, ele e o vice-governador inauguram a maternidade do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Caratinga, no Vale do Rio Doce.

Anastasia disse que não vê no cronograma de viagens uma espécie de campanha antecipada, crítica que tem sido feita pela cúpula tucana às visitas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para inaugurar e vistoriar obras pelo País ao lado da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff - pré-candidata petista ao Palácio do Planalto.

"As situações me parecem diferentes. O que o PSDB nacional tem criticado é o tom de comício eleitoral feito nos eventos", afirmou o vice-governador. "São viagens administrativas, como uma prestação de contas daquilo que foi realizado. Então eu acho que os ambientes são bem distintos".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG