Para Dirceu, redução da merenda escolar é descalabro

O ex-ministro da Casa Civil e deputado federal cassado José Dirceu (PT) criticou a iniciativa da Prefeitura de São Paulo de diminuir de cinco para quatro as refeições diárias servidas nas creches da Capital. Em seu blog, o petista avaliou como descalabro a redução da verba destinada à alimentação de crianças de 661 creches municipais.

Agência Estado |

Dirceu ainda destacou que os cortes orçamentários realizados na gestão Kassab representam "incompetência e má gestão pública e financeira" da prefeitura. O prefeito Kassab afirmou hoje que desconhecia a decisão da Secretaria Municipal de Educação de reduzir a verba para a merenda escolar.

O petista lembrou alguns cortes anunciados nas últimas semanas, como o contingenciamento de 20% (R$ 22 milhões) da verba de varrição e limpeza pública; o congelamento de 12% da verba destinada à Secretaria de Saúde no primeiro semestre de 2009 e a aplicação de menos de 2% da disponibilização orçamentária para a construção de piscinões na cidade. "De duas uma: ou Kassab fez um orçamento só para ganhar a reeleição ou não tem controle sobre o próprio orçamento", alfinetou.

Dirceu ainda refutou a hipótese de que a crise financeira mundial seria a responsável pelos cortes de verba da prefeitura. "Se os cortes são por causa da crise, ele (Kassab) errou e feio. Já há sinais positivos de recuperação da arrecadação (pública)."

O petista ainda alfinetou Kassab com dados do último reajuste de verba de propaganda para 2009 feito pela prefeitura. No início desta semana, o prefeito anunciou incremento de R$ 2,5 milhões em publicidade. "Pelo visto, o prefeito só não corta a verba para propaganda de seu governo", criticou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG