Para Dilma, é preciso dar continuidade a ações de Lula

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, em seu discurso de despedida do cargo, ressaltou a necessidade de dar continuidade às ações do governo Luiz Inácio Lula da Silva. Dilma, que é pré-candidata à sucessão presidencial pelo PT, disse que deixa o governo renovando os compromissos de lutar para melhorar a vida do povo brasileiro.

Agência Estado |

"Essa tarefa ficou mais fácil pelos caminhos abertos pelo governo e traçados pela sua liderança", disse ela, dirigindo-se a Lula.

Nessa parte do discurso, Dilma afirmou que falava também em nome dos outros nove ministros que se desincompatibilizam hoje dos cargos. "Nos despedimos. Mas não somos aqueles que estão dizendo adeus. Somos aqueles que estão dizendo 'até breve'. Nós não vamos nos dispersar." Segundo ela, cada um dos ministros presentes na cerimônia de posse dos novos ocupantes dos cargos têm "um legado" a defender. "Onde quer que estejamos, lutando e exercendo a militância que tivemos de exercer sob a sua inspiração, senhor presidente", completou.

A ministra continuou seu discurso tentando qualificar os integrantes do governo Lula. "Quem fez tanto está pronto para fazer muito mais e melhor." Segundo ela, o Brasil é um país que está preparado para dar um novo e decisivo passo para um futuro de prosperidade econômica e social. Esse passo, segundo ela, será dado trilhando o caminho já aberto pelo presidente Lula e explorando novos desafios, como as riquezas do petróleo da camada pré-sal.

Um pouco antes, a ministra listou uma série de casos de pessoas que foram beneficiadas por programas do governo, como o Luz para Todos, atendimentos na área de saúde, o Minha Casa, Minha Vida e a construção de parques esportivos, entre outros.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG