Pane na emissão de passaportes persiste pelo 4º dia consecutivo

Até 12 mil pessoas são prejudicadas por dia por conta de falha no sistema da Polícia Federal

iG São Paulo |

A pane no sistema da Polícia Federal continua, nesta quinta-feira, pelo 4º dia consecutivo, fazendo com que pessoas de todo o País enfrentem problemas para conseguir tirar passaporte. A falha atinge tanto a emissão de passaportes, como a entrega daqueles que já estão prontos e os novos agendamentos.

Procurada, a PF informa que ainda não tem previsão para a normalização da operação. A recomendação continua sendo para que as operações prossigam manualmente em todos os postos. Contudo, isso acarreta em pelo menos 10 minutos a mais em cada atendimento. Unidades como a Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, na Lapa, região oeste, na qual cerca de 700 pessoas por dia dão entrada para novos passaportes por dia, a espera dura horas. E, mesmo assim, o passageiro não tem certeza de que ele conseguirá ser atendido.

A entrega dos documentos só está garantida em casos de emergência, que deve ser devidamente comprovada pelo requerente. A PF classifica como emergência as seguintes situações: catástrofes naturais; conflitos armados; necessidade de viagem imediata por motivo de saúde do requerente, do seu cônjuge ou parente até segundo grau; para a proteção do seu patrimônio; por necessidade do trabalho; por motivo de ajuda humanitária; interesse da Administração Pública ou outra situação emergencial cujo adiamento da viagem possa acarretar grave transtorno ao requerente. Nestes casos, mediante o pagamento de uma taxa maior, o passaporte é entregue em até 24h.

Prejudicados

No Brasil, 6 mil agendamentos e o mesmo número de entregas são feitos diariamente. Multiplicado pelos três dias, essas 12 mil solicitações diárias representam pelo menos 36 mil pessoas prejudicadas de segunda até quarta-feira. Só em São Paulo são mil por dia; no Rio, varia entre 300 e 400.

Até ontem, a PF afirmava tratar-se apenas de uma falha no agendamento de datas para solicitação de passaportes. O problema deveria ter sido resolvido até as 18h de terça-feira, segundo prazo dado pela própria PF, mas apenas no fim da noite conseguiram identificar a causa da instabilidade no sistema. Agora, constatado um "defeito técnico de relevante gravidade", o prazo foi estendido por tempo indeterminado.

A PF emitiu uma nota apenas na quarta-feira na qual diz que a pane foi causada durante a migração do banco de informações para um novo servidor. Um dos arquivos do computador estava corrompido e os dados de emissão de passaportes não puderam mais ser lidos. Técnicos trabalham na recuperação desses dados - que, segundo a assessoria de Imprensa da PF, não estão perdidos.

*Com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: passaportepffalhaemissão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG