BRASÍLIA ¿ O nome do ex-ministro da Fazenda, Antônio Palocci, voltou a ser o favorito para a candidatura do PT ao governo de São Paulo no ano que vem. Com sua provável absolvição nesta quinta-feira (27/08) no STF (Supremo Tribunal Federal) - por seu envolvimento no caso de quebra de sigilo do caseiro Francenildo Costa, o partido já prevê a realização de pesquisas de opinião pública para checar a viabilidade da candidatura, segundo interlocutores do Palácio do Planalto.


Palocci poderia ser uma opção para substituir o ministro das Relações Institucionais, José Múcio, que vai para o TCU (Tribunal de Contas da União). Porém, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva já descartou essa opção, porque o ex-ministro manifestou seu desejo em se candidatar ao governo de São Paulo.

A vontade de Lula era emplacar o nome do deputado Ciro Gomes (PSB-CE) às eleições. Não tendo o deputado como adversário da ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, nas eleições presidenciais do ano que vem, o pleito adquiriria um caráter plebiscitário.

Ciro, no entanto, já sinalizou que prefere as eleições nacionais. A candidatura de Palocci resolveria, então, o problema de falta de candidatos do PT ao governo paulista. Porém, acabaria justamente com a possibilidade de eleições polarizadas que são desejáveis ao Planalto.

Leia também:

Leia mais sobre eleições

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.