País tem 131 casos de gripe H1N1; escola antecipa férias em SP

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério da Saúde confirmou nesta sexta-feira 17 novas contaminações por gripe H1N1, o que eleva para 131 o número de casos registrados no país. Em São Paulo, uma escola decidiu antecipar as férias após a confirmação de que dois de seus alunos foram infectados pela doença. A escola Pueri Domus informou que o Instituto Adolfo Lutz confirmou o segundo caso da gripe H1N1 em um aluno na unidade Verbo Divino, na zona sul de São Paulo. O aluno realizou, no último feriado de Corpus Christi, uma viagem à Argentina, onde teria contraído a doença, segundo a escola.

Reuters |

"Por medida preventiva, a instituição antecipou as férias escolares em uma semana e encerra suas aulas hoje, dia 19/06, ao invés de 25/06, conforme previsto em seu calendário letivo", disse, em nota, a Pueri Domus na sexta-feira.

Segundo a escola, "a medida tem como objetivo evitar colocar em risco a comunidade escolar".

O primeiro aluno da escola a contrair a doença havia sido infectado por um familiar, já teve alta e retornou às aulas na quinta-feira.

No Rio de Janeiro, o secretário Estadual de Saúde, Sérgio Côrtes, passou a ser considerado caso suspeito da doença.

Côrtes apresentou sintomas da nova gripe após viagem aos Estados Unidos, na semana passada. O secretário realizou exames e está em isolamento domiciliar. Todos os assessores que tiveram contato com ele estão sendo monitorados.

NOVOS CASOS

Dos novos casos confirmados no Brasil, 14 são no Estado de São Paulo, dois em Goiás e um no Rio Grande do Norte. Todos os pacientes passam bem, de acordo com nota do ministério.

"Para todos os casos, estão sendo realizados busca ativa e monitoramento de todas as pessoas que estabeleceram contato próximo com esses pacientes", disse o comunicado.

Segundo o ministério, foram registradas três novas transmissões autóctones da doença no país. Agora, são 23 os casos de contaminação dentro do território nacional, todos com vínculos com pacientes procedentes do exterior.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), outros 34 países registraram este tipo de contágio.

"A transmissão no Brasil é limitada, sem evidências de sustentabilidade da transmissão do vírus da Influenza A (H1N1) de pessoa a pessoa", considerou o ministério.

Das confirmações de gripe H1N1, 55 foram em São Paulo, 26 em Santa Catarina, 19 em Minas Gerais, 15 no Rio de Janeiro, 4 em Tocantins, 3 no Distrito Federal, 2 no Espírito Santo, 2 em Goiás e outros 2 no Mato Grosso. Bahia, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul confirmaram um caso cada.

O ministério acompanha ainda 166 casos suspeitos e outros 530 foram descartados.

De acordo com a OMS, foram confirmados mais de 40.800 casos da doença em 88 países, com 171 mortes.

(Por Hugo Bachega e Fabio Murakawa)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG