País registra queda de 35% nos casos de malária até maio

BRASÍLIA - Os casos de malária tiveram uma queda de 35% em todo o país, nos cinco primeiros meses do ano, em especial na Amazônia Legal que compreende áreas dos estados do Amazonas, Amapá, Pará, Roraima, Rondônia, Acre, Tocantins, Maranhão e Mato Grosso.

Agência Brasil |

O Ministério da Saúde, que anunciou o percentual nesta semana, atribuiu a redução de casos ao uso de um novo medicamento no esquema terapêutico, conhecido pela sigla de ASMQ, à expansão da rede de diagnóstico e ao tratamento adequado.

De janeiro a maio, foram notificados 121.132 casos da doença, contra 185.983 no mesmo período do ano passado. Ou seja, uma redução de 34,8%. 

Além disso, a rede de laboratórios para diagnóstico de malária teve um crescimento de 172,2%, entre 1999 e 2007, passando de 1.182 laboratórios para 3.217, informou o ministério.

De acordo com os dados divulgados, o estado que teve a maior redução foi o de Rondônia, com 47% menos casos. Em seguida, foram os estados do Amapá, com 45,3%; Maranhão, 43,8%; Mato Grosso, 42,7%; Roraima, 40,6%; Acre, 39,5%; Amazonas, 33,2% e Tocantins 30,1%.

Para o coordenador do Programa Nacional de Controle da Malária, José Ladislau, a redução no número de casos da doença, é impulsionada por vários fatores, inclusive pela parceria interministerial que permite que as ações sejam bem ordenadas, como é o caso da Amazônia Legal.

O ministério tem feito um trabalho de capacitação com os estados e municípios para que haja um planejamento das ações, de modo que direcione a expansão do acesso para áreas que realmente precisam da atenção, explicou Ladislau.

    Leia tudo sobre: malária

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG