País enfrenta falta de técnicos para realizar mamografias

O Brasil ainda não atende todas as mulheres que necessitam de mamografias para o rastreamento do câncer de mama. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), para atender 60% da população alvo do exame teriam de ser efetuadas 4,4 milhões de mamografias anuais, mas são feitas apenas 2,8 milhões.

Agência Estado |

Ana Farias, do Inca, destaca ainda que o número atual reúne mulheres fora da faixa etária alvo do rastreamento - dos 50 aos 69 anos. Além disso, há também exames feitos para diagnóstico, aqueles necessários em qualquer idade quando há sinais de câncer.

O próprio instituto avalia que não faltam mamógrafos no País, mas sim médicos e técnicos para colocar os equipamentos em pleno funcionamento.

Outro problema também já apontado pelo Inca é a má qualidade dos exames realizados, que revelam resultados errados ou imprecisos. O órgão realiza atualmente um programa de qualificação em oito Estados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG