O Brasil vai disputar uma indicação ao Oscar 2010, na categoria melhor filme estrangeiro, com o longa Salve Geral, do diretor Sérgio Rezende. O anúncio foi feito hoje pelo secretário do Audiovisual, Silvio Da-Rin, em entrevista no Rio de Janeiro.

A pasta é ligada ao Ministério da Cultura. O filme vai concorrer com produções de mais de 95 países à indicação final.

O longa conta a história de Lúcia (Andréia Beltrão), uma viúva de classe média que sonha em tirar da prisão o filho Rafael (Lee Thalor). Nas idas dela à penitenciária, acaba conhecendo e fazendo amizade com Ruiva (Denise Weinberg), advogada do Professor (Bruno Perillo), líder da organização criminosa Comando. Como precisa de dinheiro, Lúcia logo passa a ser usada pela organização. Ao mesmo tempo, o governo decide transferir presos para penitenciárias de segurança máxima no interior do Estado de São Paulo. A medida faz com que o Comando envie ordem para que seus membros façam ataque em pleno Dia das Mães, deixando São Paulo sitiada.

Sérgio Rezende, carioca, é autor de diversas obras, entre as quais se destacam "Guerra de Canudos", exibido no Festival de Berlim, "Mauá, O Imperador e o Rei", "Lamarca" e "Zuzu Angel".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.