O Conselho Nacional para os Refugiados (Conare) concedeu refúgio para 118 bolivianos que se envolveram em conflitos no Departamento (Estado) de Pando em setembro de 2008, entre oposicionistas e governistas. Os bolivianos estão nas cidades de Epitaciolância e Brasiléia, no Acre.

Por unanimidade, os conselheiros do Conare entenderam haver fundado temor de perseguição política e por isso decidiram reconhecer o status de refugiado.

"São pessoas do povo, trabalhadores, comerciantes. Não há interesse se os conflitos os colocam na esquerda ou na direita", afirmou o ministro da Justiça, Tarso Genro. O conflito no ano passado deixou pelo menos 18 mortos e levou bolivianos a fugirem para o Brasil. Na época, o governador de Pando, Leopoldo Fernández, foi preso, acusado de ter contribuído para o massacre.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.