Pai que disputa guarda de S. agradece a Hillary na TV

A disputa travada entre o americano David Goldman e o advogado carioca João Paulo Lins e Silva pela guarda de S.G.

Agência Estado |

, de 8 anos, chegou a um dos programas de maior audiência dos Estados Unidos. Larry King, que comanda o Larry King Live , da CNN, entrevistou Goldman e um tio de sua ex-mulher Bruna Bianchi, Helvécio Ribeiro, na noite de anteontem. As entrevistas foram retransmitidas ontem no Brasil às 7 horas pela CNN International. O caso já foi tema de entrevista do programa Dateline , da NBC, e de reportagem do New York Times .

Goldman acusou a família de Bruna de impedi-lo de visitar o filho, alegou que tribunais brasileiros desrespeitam o Tratado de Haia - que determina a custódia de criança sequestrada ao pai separado do filho - e agradeceu a intervenção da secretária de Estado americana, Hillary Clinton. “Só queria agradecer, estou muito grato por ela estar me ajudando. Ela sabe que isso é justo e se preocupa com as crianças e com os direitos dos pais de terem ao seu lado sua própria carne e sangue.”

Ribeiro, por sua vez, colocou em xeque o amor de Goldman pelo filho. Disse que o pai biológico nunca se interessou pelo garoto, que vive desde os 4 anos na Lagoa, zona sul do Rio. Em 21 de agosto de 2008, a mãe de S. morreu após o parto de Chiara, filha de Lins e Silva. Goldman, então, reacendeu a briga pela guarda, já travada nas Justiças brasileira e americana. Ao vivo nos Estados Unidos, Ribeiro fez uma defesa do amor que Lins e Silva sente pelo menino. “S. sabe perfeitamente que ele (Lins e Silva) não é seu pai biológico, mas o chama de papai. S. sabe que Goldman é seu pai biológico.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG