Tamanho do texto

SÃO PAULO - Durou 5 horas e meia o drama do menino Renan, de 12 anos, que era mantido refém pelo próprio pai, identificado como Alvaro Borgonha de Moura, de 32 anos, no interior de um sobrado no Jardim Elisa Maria, na zona norte de SP. Por volta das 22h30 de ontem, armado com uma faca, Alvaro resolveu pegar o garoto como refém após ter uma discussão com a ex-mulher, Kátia, mãe do menino.

O pai passou o final de semana com o garoto e quando a mãe foi buscar o filho, eles discutiram.

Às 4h, os policiais conseguiram convencer o pai a liberar a criança, que saiu ilesa da casa. Cinco minutos depois, Alvaro também deixou a casa e entregou à PM uma faca de grande porte.

A mãe do menino acompanhou tudo do interior de uma das viaturas da 4ª Companhia do 9º Batalhão da PM acionadas para a frente do sobrado.

O acusado, que mora no sobrado com outras oito pessoas e tem outros dois filhos com a ex-mulher, foi encaminhado ao 72º Distrito Policial, de Vila Penteado.

Leia mais sobre: seqüestro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.