Um dos três advogados de defesa do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, Marco Polo Levorin disse hoje que o pai e madrasta da menina Isabella Nardoni, de 5 anos, que morreu após cair do sexto andar de um prédio na zona norte de São Paulo, serão levados para um local seguro após deixarem a prisão. O casal vai para um lugar seguro, mas acreditamos que eles não correm nenhum risco, disse o advogado, em entrevista à Rede Eldorado.

Levorin afirmou ainda que a defesa do casal, suspeito de envolvimento na morte da menina, está "arrolando muitas testemunhas para ajudar nas investigações".

Conforme Levorin, a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), que aceitou hoje pedido de habeas-corpus do casal, cuja prisão temporária foi decretada na quarta-feira da semana passada, deve ser respeitada "porque vivemos em Estado Democrático de Direito". "Houve quem dissesse que é uma decisão que a sociedade não esperava (a aceitação do habeas). O que a sociedade espera, isso sim, são respostas que atendam o Estado Democrático de Direito", disse. O advogado disse ainda que o trabalho da polícia ainda não terminou. "Ainda há muitas provas que precisam ser produzidas. Não se pode fazer da investigação uma peça de acusação", acrescentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.