Pai de Eloá é indiciado por homicídio em Pernambuco

O ex-cabo da Polícia Militar (PM) Everaldo Pereira dos Santos, pai da adolescente Eloá Cristina Pimentel, assassinada pelo ex-namorado depois de ter sido mantida refém por mais de 100 horas, no ABC paulista, é foragido da polícia pernambucana. Ele foi indiciado pela participação no assassinato do advogado José Volemberg Lins, então presidente do PMDB da cidade de Palmares, na zona da mata sul.

Agência Estado |

O crime ocorreu no dia 20 de dezembro de 1989.

De acordo com o delegado de Palmares, Jandir Carneiro Leão, cinco homens foram indiciados pelo assassinato do advogado. Entre eles, Everaldo Pereira dos Santos. Cópias do inquérito, indiciamento e mandado de prisão preventiva seriam encaminhadas ainda hoje para a Polícia Civil de Alagoas, que, no dia 29, pediu informações sobre inquéritos e mandados de prisão em Pernambuco contra o ex-militar no período de 1987 a 1993. A polícia pernambucana fez o levantamento em nove municípios da zona da mata sul.

Em Alagoas, o ex-cabo da PM é investigado por suposta participação em um grupo de extermínio. Entre os homicídios em que ele estaria envolvido consta o do delegado Ricardo Lessa, irmão do ex-governador Ronaldo Lessa.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG