O pai da cantora britânica Amy Winehouse disse neste sábado temer que sua filha tenha uma morte lenta e dolorosa, depois que médicos a dignosticaram com um enfisema pulmonar em junho, a menos que ela passe a cuidar mais de sua saúde.

"Ela pode morrer do enfisema, infelizmente. Seria o cenário mais provável se não melhorar seu comportamento", declarou Mitch Winehouse.

Questionado sobre as recentes visitas de sua filha a um centro de desintoxicação, Mitch respondeu: "Meu maior medo é que ela morra de uma overdose", ou então de seu problema pulmonar, "uma morte lenta e dolorosa, por asfixia".

Amy, de 24 anos, foi hospitalizada em junho com um enfisema pulmonar, doença que provoca uma dilatação anormal dos alvéolos pulmonares e que afeta principalmente idosos e fumantes como ela, que além dos muitos cigarros que consome diariamente já foi filmada por um tablóide inglês fumando crack.

A "diva trash do soul" ocupa com freqüência as capas de revistas e tablóides devido aos escândalos com drogas e com o marido, Blake Fielder-Civil, que está preso.

Mitch Winehouse disse ainda que a filha deve parar de fazer shows em setembro para descansar e trabalhar em seu novo álbum.

kah-lv/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.