Paes quer impor regras para os blocos de rua no Rio

RIO DE JANEIRO - O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), anunciou a criação de normas para ¿organizar o que não está organizado¿ nos tradicionais blocos de rua do carnaval carioca. Ele disse que ¿não dá mais para a rua virar mictório¿ durante a passagem de foliões.

Agência Estado |

Mas a intenção de cobrar contrapartidas dos organizadores desses blocos gerou protestos.

O secretário de Turismo, Antonio Pedro de Mello, disse que a prefeitura não poderia ficar com todo o ônus e que considerava justa a cobrança de uma contrapartida dos maiores blocos. Os organizadores desses blocos deveriam, portanto, ficar responsáveis pela instalação de banheiros químicos ou pagar a tal contrapartida, que foi interpretada como uma taxa-xixi.

O prazo para apresentação de uma proposta ao prefeito é 8 de fevereiro, mas antes mesmo da primeira reunião organizadores de blocos protestaram. E a prefeitura parece ter recuado, apesar de negar oficialmente que tenha estudado a cobrança de taxas. Procurado nesta quinta-feira, o secretário informou, por meio de assessores, que só daria entrevista após reunião sobre o tema, marcada para quarta-feira.

Leia mais sobre: carnaval

    Leia tudo sobre: carnaval

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG