Padre norte-americano é encontrado morto em Pernambuco

Segundo delegado, não havia sinais de arrombamento do apartamento ou de luta física

AE |

selo

Foi encontrado morto nesta segunda-feira em um apartamento de repouso da Ordem dos Jesuítas, na praia do Janga, município metropolitano de Paulista (PE), o padre norte-americano Ferdinand Azevedo, de 72 anos. "O laudo definitivo deve estar concluído em dez dias, mas todos os elementos indicam suicídio", afirmou o delegado coordenador das forças-tarefa do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), João Brito. 

Segundo ele, não havia sinais de arrombamento do apartamento nem de luta física. O religioso estava despido e com uma corda ao redor do pescoço. De acordo com o delegado, a corda estava rompida - "provavelmente pelo peso" - e o corpo em decomposição, indicando que a morte ocorreu entre sexta-feira, 14, e o sábado, 15. 

Pesquisador e professor de Mestrado da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), padre Ferdinand realizava seu retiro espiritual anual em Paulista. No Brasil desde 1975, era graduado em Filosofia (Gonzaga University), mestre e doutor em História (Loyola University of Los Angeles e Catholic University of America, respectivamente). 

De acordo com nota da Unicap, em 1997 ele recebeu o título de cidadão pernambucano em função da sua contribuição à educação. Tinha 53 anos de sacerdócio. Seu corpo será enterrado no final da tarde desta terça-feira, no Cemitério de Santo Amaro, na capital pernambucana.

    Leia tudo sobre: pernambucopadrepernambuco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG