Padilha: dúvida de ministros é com publicidade eleitoral

O ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse que a principal dúvida dos ministros, durante reunião hoje, na Granja do Torto, é com a publicidade nos meses que antecedem as eleições gerais de outubro. Segundo ele, a Advocacia-Geral da União (AGU) e a Secretaria de Comunicação da Presidência vão fazer consultas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre publicações e campanhas de utilidade pública que serão veiculadas a partir do dia 3 de julho, quando começa efetivamente a disputa eleitoral.

Agência Estado |

De acordo com o ministro, na análise da AGU a pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, não está impedida de participar de eventos oficiais ao lado do presidente. "Essa vedação existe a partir da data em que se oficialize essa candidatura", disse Padilha. Ele reiterou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva já disse claramente que nos horários livres (à noite e nos fins de semana) vai participar "ativamente" da campanha de Dilma e dos aliados do governo nas disputas estaduais.

Segundo Padilha, na reunião ministerial de hoje não se discutiu o papel que os ministros terão nessas campanhas. "A única preocupação é que os ministros priorizem as atividades de governo", disse, lembrando que em ano eleitoral os ministros querem participar de atividades eleitorais. "O presidente quer que os ministros contribuam para manter o ritmo acelerado e terminar o governo com uma avaliação tão positiva como temos hoje."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG