Padilha descarta redução de investimentos após CPMI

Os debates na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) sobre o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) não vão interferir nos programas de investimentos do governo na agricultura familiar e no agronegócio, afirmou hoje o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha. Ele deu entrevista ao sair de audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília.

Agência Estado |

Ele disse que o governo tem feito "investimentos muito importantes" nos dois setores, incentivando o crédito e fortalecendo o Programa Mais Alimentos. "Acabamos de aprovar na Câmara uma nova política de assistência técnica para a agricultura familiar e o agronegócio. E qualquer debate que a CPI venha a fazer não interferirá nessas políticas do governo na área da agricultura familiar, que responde por 70% da produção de alimentos no País."

Na avaliação do ministro, o País vive um período maior de paz no campo em relação a anos anteriores, graças à postura do governo de "incentivo" à agricultura familiar e ao agronegócio e de uma "boa relação" com os dois setores.

Segundo Padilha, esse "diálogo" com representantes de empresários e trabalhadores tem reduzido o clima de tensão no campo e incentivado a produção de alimentos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG