Padilha defende Dilma de críticas sobre viagens

O ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, voltou a defender a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, da acusação de fazer campanha eleitoral antecipada ao visitar obras do governo pelo País e ao participar de inaugurações ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Dilma é pré-candidata à Presidência da República.

Agência Estado |

"Quem é ministra prepara os projetos, acompanha a preparação dos projetos, faz vistoria nas obras, o que é importante para acelerar a execução delas, e participa das inaugurações", declarou Padilha.

Além das críticas feitas pela oposição, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, classificou as viagens da ministra com Lula de "vale-tudo eleitoral".

Padilha declarou: "Portanto, a ministra Dilma é ministra, faz parte do governo e vai continuar governando o País até o momento que nada a impeça de governar o País." Acrescentou que Dilma "está executando as ações de governo e vai continuar executando." Na avaliação dele, o papel da ministra nos projetos prioritários é fundamental, como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o programa habitacional "Minha Casa, Minha Vida".

Costuras

Padilha disse ainda que a ministra continuará mantendo conversas com os partidos da base aliada. Ele confirmou para a noite de amanhã (28) um jantar da ministra com o PP e destacou que espera que todos os partidos da base aliada caminhem juntos na eleição de 2010, já que as conversas com todos eles têm sido "produtivas".

Padilha lembrou que Dilma já recebeu o PRB e que há pedidos também do PSC e do PTB para conversar com a pré-candidata.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG