Pacientes avaliam os serviços e atendimento conveniados do SUS

Pela primeira vez no Sistema Único de Saúde (SUS), os usuários avaliaram a qualidade do serviço. Durante o ano passado, 60 mil pacientes validaram com notas de 0 a 10 o tratamento recebido em 958 estabelecimentos do Estado de São Paulo.

Agência Estado |

Os resultados foram divulgados ontem e mostram que as unidades que oferecem as áreas mais complexas, como transplantes, oncologia e cirurgia cardíaca, foram as melhores avaliadas pela população paulista.

Dos 10 melhores hospitais do SUS, seis estão na capital, confirmando a concentração de serviços de ponta na cidade. Nenhuma unidade alcançou a nota máxima, mas a disputa pelo 1º lugar foi apertada. Por menos de um décimo, o Hospital do Rim e da Hipertensão, da Unifesp (zona oeste), conquistou o primeiro lugar com os 9,349. Na vice-liderança está o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, interior, com 9,344. Hospital das Clínicas de Marília: 9,342. Em seguida no ranking aparecem o Hospital Amaral Carvalho de Jaú: 9,334; e o Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia: 9,332.

Idealizado pela Secretaria de Estado da Saúde, o objetivo do ‘provão’ dos hospitais, diz a pasta, é homenagear as unidades com as melhores notas e corrigir as falhas diagnosticadas nos hospitais com pior avaliação. Não tiveram boa colocação os hospitais de Jandira e Mauá, na Grande São Paulo, Presidente Prudente, interior, Caraguatatuba, litoral norte, e Jabaquara, na zona sul da capital. “A Secretaria irá avaliar, caso a caso, os problemas apontados e as possíveis deficiências no atendimento. Também faremos um trabalho de orientação dos responsáveis pela gestão dos hospitais com avaliações ruins”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG