Rafaelen Sousa Cavalcante, de 20 anos, foi morta durante ação. Tiro teria sido disparado de forma acidental

Delegado geral da Polícia Civil, Nilton Atayde, determinou reforço nas buscas por assaltantes
Divulgação
Delegado geral da Polícia Civil, Nilton Atayde, determinou reforço nas buscas por assaltantes

Uma jovem de 20 anos, identificada como Rafaelen Sousa Cavalcante, morreu na madrugada desta sexta-feira durante um ataque de piratas na Baía do Marajó, entre as cidades de Muaná (a 76 quilômetros de Belém) e São Sebastião da Boa Vista (a 120 quilômetros), ocorrido na madrugada desta sexta-feira.

 O barco deixou Belém por volta das 23h de quinta-feira e o assalto ocorreu por volta das 3h desta sexta-feira, segundo informações da Polícia Civil do Pará. Três homens invadiram a embarcação Arca da Aliança, que tinha saído de Belém em direção a Anajás, a 167 quilômetros de Belém. Eles estavam armados e havia 45 pessoas na embarcação, entre a tripulação e passageiros.

Durante o assalto, um dos autores do crime, percebendo a reação da jovem, tentou atingi-la com uma coronhada, mas acabou disparando um tiro acidental. O assaltante, segundo informações de testemunhas, chegou a pedir desculpa. Os bandidos fugiram em um barco e a Polícia Civil intensificou as buscas pela região. Ela chegou a ser atendida quando o barco chegou a São Sebastião da Boa Vista, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Relatos de passageiros indicam que os três assaltantes são moradores da região. Esse foi o 19° ataque a embarcações apenas no primeiro semestre desse ano, nas proximidades da Ilha de Marajó. Pelos constantes ataques piratas, a policia paraense pretende criar uma unidade antipirataria na região. O projeto de lei será encaminhado à Assembleia Legislativa do Estado no segundo semestre.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.