No fim da votação, Santarém convoca “dança da chuva” virtual

Movimento começou no início da tarde na internet para provocar maior abstenção em Belém, onde há mais unionistas

Wilson Lima, enviado ao Pará |

Nesta reta final do plebiscito, vale tudo para chama a atenção do eleitor pró ou contra a divisão do Estado. Em Santarém, foi iniciada uma espécie de “dança da chuva” virtual por partidários da frente do Sim na região; em Belém, a crise esportiva do Clube do Remo, também virou mote de campanha, dito até mesmo por garis na cidade.

iG no Pará:

- Em Carajás, católicos e evangélicos se unem para criar Estado

- Em coração separatista, campanha é tímida e participação, pequena

- Pai trabalha para dividir o Pará. Filha, para mantê-lo unido

- Separatistas dizem que é "dificílimo" conseguir criar Estados

- Rivalidade e indiferença marcam plebiscito no Pará

A convocação partiu da integrante do comitê Pro-Tapajós, Ronilma Santos, moradora de Santarém. Ela postou em sua página de relacionamento do Facebook a convocação com base na baixa presença de eleitores na capital paraense. “Votação morna em Belém e agora começou a chover!!!! Vamos fazer a dança da chuva pessoal!!!”. Outros partidários do “Sim” já compartilharam e também estão participando desta “dança da chuva”. Em Belém é tradicional chover no final de tarde. Em algumas regiões da cidade, já choveu durante o plebiscito.

Se em Santarém, as preces são para a chuva. Em Belém, um dos incentivos para o comparecimento dos eleitores é o Clube do Remo. A convocação em forma de provocação de torcedores. Campeão da Copa do Brasil de 1991, o time não participa de qualquer uma das quatro divisões do Campeonato Brasileiro de Futebol.

Por causa dessa crise, muitos torcedores de Paysandu e outros times paraenses fizeram a convocação. “O Pará tem que permanecer igual ao Clube do Remo: sem divisão!”. “Logicamente que é uma brincadeira mas ela desperta o nosso sentimento de união”, brinca o gari José Raimundo Sousa, de 23 anos, que durante o turno de trabalho dele neste domingo, gritou várias vezes. “Deixem o Pará como o Remo, sem divisão”.

Após o final da votação, o iG acompanhará os resultados em tempo real por aqui .

    Leia tudo sobre: ParáTapajósCarajásplebiscitodivisão do Parádivisao do para

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG