MST invade fazenda no Pará e ameaça funcionários de morte

Após render funcionários, sem-terra mataram animais, quebraram uma ponte e depredaram outros locais da propriedade, diz polícia

Wilson Lima, iG Maranhão |

Reprodução Google Maps
Marabá fica a 440 quilômetros de Belém, capital do Pará
Dez integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) foram presos no sábado após invadir e fazer funcionários de uma fazenda como reféns em Marabá, a 485 quilômetros de Belém. Com eles foram apreendidas armas, coletes à prova de bala e rádios da equipe de segurança da fazenda.

Leia também: Cotada para capital de novo Estado, Marabá é 4ª cidade mais violenta do Brasil

Na madrugada de sábado, cerca de 50 integrantes do MST invadiram uma propriedade chamada “Fazenda Cedro”, distante 53 quilômetros do Centro de Marabá, para protestar contra a reintegração de posse de uma outra propriedade da região, chamada Mutamba, que também foi invadida por sem-terra. Durante a invasão, os seguranças e outros funcionários foram rendidos e ameaçados de morte pelos manifestantes, conforme informações da Polícia Civil de Marabá.

Após render os funcionários, os sem-terra mataram animais, quebraram uma ponte e depredaram outros locais da propriedade. A polícia foi chamada ainda no sábado e conseguiu controlar o tumulto e expulsar os manifestantes. Foram presos apenas aqueles responsáveis pela depredação da fazenda. Com o grupo de sem-terras foram apreendidos três coletes a prova de bala, três pistolas 380 mm, 53 munições para pistola 380 mm e 33 cartuchos para revólveres calibre 12.

    Leia tudo sobre: marabásem-terramst

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG