Morte de grávida que teve atendimento médico negado é investigado

Caso aconteceu na manhã desta sexta-feira. Grávida de 26 anos teria tido atendimento médico negado em Pronto Socorro de Belém

Wilson Lima, iG Maranhão |

A Polícia Civil e a Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma) investigam a morte de uma jovem de 26 anos que morreu após possivelmente ter um atendimento médico negado no pronto Socorro Humberto Maradei (Guamá), na capital paraense. Em agosto, uma mulher grávida de sete meses perdeu os dois bebês após não ser atendida na Santa Casa de Misericórdia do Município.

Segundo informações da Polícia Militar de Belém, a jovem Vanessa Elaine Cruz sentiu fortes dores durante a madrugada e seu marido, Marco Antônio Silva, pediu ajuda a Policiais Militares depois de não conseguir socorro do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).

Homens da PM foram acionados e levaram a jovem ao pronto Socorro Humberto Maradei. No hospital, a equipe de plantão se negou a atender a jovem afirmando que o local não recebe mulheres grávidas, segundo Marco Antônio Silva. Depois disso, os policiais militares a levaram à Santa Casa de Misericórdia mas ela chegou morta ao local, conforme a direção do hospital. Em nota, a Santa Casa informou que a jovem estava com “pupilas não reagentes, sem pulsação, pressão arterial inaudível e cianose periférica - cor azulada decorrente da falta de oxigenação”.

Durante esta sexta-feira, Marco Antônio Silva prestou depoimento no 20º Batalhão de Polícia Militar e na Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe). A Polícia Civil investigará o possível crime de omissão de socorro. A diretora de Polícia Metropolitana, delegada Ione Coelho, informou que os profissionais de plantão deveriam ter feito um atendimento prévio à jovem e somente após a estabilização do quadro clínico é que deveriam encaminhá-la para uma unidade de saúde especializada. A Secretaria Municipal de Saúde abriu procedimento administrativo também para investigar os responsáveis pela possível omissão de socorro.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG