Manifestantes deixam canteiro de obras de Belo Monte

Cerca de 600 índios invadiram o canteiro de obras na madrugada desta quinta-feira pedindo fim das obras

Agência Brasil |

Os manifestantes que ocupavam o canteiro de obras da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA), já deixaram o local. Uma decisão da 4ª Vara de Justiça do Pará determinou que eles saíssem do canteiro e encerrassem o protesto que começou na madrugada desta quinta-feira. 

O oficial de Justiça chegou ao local juntamente com policiais para auxiliar a retirada dos índios e dos pescadores que protestavam contra a construção da usina. Não houve danos ao local.

Agência Brasil
Indígenas estão entre os que mais criticam a construção da usina. Na imagem, índio protesta em Brasília, em fevereiro deste ano
De acordo com o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), pelo menos 600 pessoas, entre indígenas, ribeirinhos e pescadores participaram da ocupação . Os manifestantes querem que o governo paralise imediatamente as obras. Um trecho da BR-230, a Rodovia Transamazônica, foi interditado na altura da entrada do canteiro de obras da hidrelétrica.

Leia mais:
Construção da usina de Belo Monte mobiliza população da região de Altamira
Ministério Público pede paralisação imediata de Belo Monte
Belo Monte: índios sairão de suas terras "por bem ou por Direito"
Vídeo: Belo Monte: Governo se indigna com OEA

    Leia tudo sobre: belo montepará

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG