Greve da construção civil reúne 5 mil em Belém do Pará

Operários fecharam as principais vias da cidade e os canteiros de obras. Durante confronto com a polícia, dois foram presos

Wilson Lima, iG Maranhão |

Cerca de cinco mil trabalhadores da construção civil de Belém, segundo estimativas da polícia, paralisaram obras e interditaram várias ruas da capital paraense na manhã desta segunda-feira (5). Durante os protestos, dois operários foram presos pelo batalhão de choque da Polícia Militar do Pará. Os trabalhadores exigem aumento salarial de 20%. Os empresários aceitam um reajuste de 8%.

Divulgação
Greve parou canteiros de obras e as principais avenidas de Belém
O protesto dos trabalhadores começou pela manhã, com a interdição de avenidas importantes de Belém como a Magalhães Barata, a Almirante Raposo, a Travessa 9 de Janeiro e também a BR-316. Houve congestionamentos em vários pontos da cidade e os canteiros de obras destas avenidas foram paralisados pelos trabalhadores. Na Santa Casa de Misericórdia, em reforma, alguns trabalhadores se negaram a participar da manifestação. Houve confronto e dois operários foram presos.

Além do aumento da ordem de 20%, eles pedem participação nos lucros das empresas e benefícios como plano de saúde. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Ailson Cunha, acusou o Sindicato da Indústria da Construção (Sinduscon-PA) de ser inflexível nas negociações para o aumento salarial. O Sinduscon, em nota, negou a acusação e afirmou que esses percentuais pedidos pelos trabalhadores estão “fora da realidade do setor”.

O Sinduscon também afirmou que a greve dos trabalhadores era política e que estava ligada a uma disputa interna no sindicato. “Se o atual acordo fosse fechado, o menor piso salarial na categoria estaria em R$ 630 já para o mês de agosto”, disse o vice-presidente do Sinduscon, Fernando Teixeira. O Sindicato dos Trabalhadores afirma que a greve vai continuar nos próximos dias.

    Leia tudo sobre: greveconstrução civilbelémpará

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG