Fazendeiro usa 'correntão' no Pará e é multado em R$ 1,1 milhão

A técnica ilegal de desmatamento usa tratores e grandes e pesadas correntes para acelerar a derrubada da floresta

Wilson Lima, iG Maranhão |

Reproducao/Google Maps
São Félix do Xingu fica a 694 quilômetros de Belém
Um fazendeiro da cidade de São Félix do Xingu, distante 694 quilômetros de Belém, foi multado em R$ 1,1 milhão por desmatar 233 hectares de florestas com o uso de “correntão”, uma técnica ilegal de desmatamento que consiste no uso de tratores e grandes e pesadas correntes para acelerar a retirada da vegetação.

Leia também: Vídeo mostra o ‘correntão’ que derruba árvores em segundos em Mato Grosso

O desmatamento, segundo o Ibama, foi realizado para dar lugar a pastagens. Ainda conforme o órgão, a intenção do fazendeiro, cujo nome não foi revelado, era desmatar outros 500 hectares de floresta - cada hectare equivale a um campo de futebol.

O proprietário da região afirmou que tinha aproximadamente 20 mil hectares de terras catalogadas no Cadastro Ambiental Rural do Pará.

Durante a operação, foram apreendidos dois tratores e 800 metros de correntes, usadas normalmente em navios. Pelas informações do Ibama, a área foi embargada e não poderá mais ser alvo de regularização fundiária.

Relatório do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) aponta o Pará como o Estado como a terceira área mais devastada do País em 2011, perdendo apenas para Mato Grosso e Rondônia. No Pará, os desmatamentos atingiram uma área de 65,5 quilômetros quadrados segundo os dados referentes a este ano.

    Leia tudo sobre: desmatamentoparáamazôniafloresta

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG