Assassinato de casal extrativista está elucidado, diz delegado

Polícia Civil do Pará classifica crime como desvendado; expectativa é que detalhes sejam divulgados na próxima semana

Wilson Lima, iG Maranhão |

Divulgação
José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva, mortos em maio no Pará
O inquérito que apura a morte do casal de líderes extrativistas José Cláudio da Silva e Maria do Espírito Santo, executados em 24 de maio no assentamento Praialta-Piranheira, em Nova Ipixuna, distante 390 quilômetros de Belém, será concluído na próxima sexta-feira. Contudo, o delegado Silvio Maues, diretor de Polícia Judiciária do Interior no estado do Pará e um dos responsáveis pela investigação, afirma que o caso já está praticamente resolvido. “Faltam poucos detalhes, mas o crime já está elucidado”, declarou.

Até o momento, aproximadamente 60 pessoas foram ouvidas no processo de investigação. Faltam ser realizadas apenas duas diligências e a polícia ainda espera um dos laudos iniciais sobre o crime. No entanto, o relatório apontando os executores e o autor do crime já está em fase final de elaboração, segundo Maues.

O relatório deve ser entregue na próxima segunda-feira à Justiça paraense. A expectativa é que na terça-feira, a Polícia Civil fale oficialmente sobre as conclusões deste inquérito. O prazo inicial para encerramento das investigações era de 30 dias, mas a Polícia Civil do Pará pediu a prorrogação do prazo. Silvio Maues afirmou que as várias especulações sobre o crime e o medo de algumas testemunhas dificultaram a conclusão das investigações.

Em junho, a Polícia Civil paraense divulgou retratos falados de dois suspeitos de terem assassinado o casal de extrativistas. Os dois provavelmente fugiram pelo Rio Tocantins, que corta a região de Nova Ipixuna. Um deles tem olhos castanhos claros, altura aproximada de 1,65m e pele clara. O outro seria negro, com cabelos curtos e 1,70m de altura.

Informações não confirmadas pela Polícia Civil do Pará apontam que o crime pode ter um terceiro envolvido e que o mandante teria sido um fazendeiro que reside na região de Nova Ipixuna. Esse fazendeiro teria tido uma discussão do José Cláudio dois meses antes dele ter sido assassinado.

    Leia tudo sobre: casal extrativistamortecrime desvendado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG