Bimotor desaparecido há 36 dias foi localizado em meio à mata no Pará. Vítimas do acidente ainda não foram encontradas

Agência Brasil

Equipes da Força Área Brasileira e da Polícia Militar do Pará retomaram nesta quinta-feira (24) o trabalho de resgate do bimotor Beechcraft BE 58 Baron localizado na terça-feira (22) depois de 36 dias desaparecido, a cerca de 16 quilômetros do centro do município de Jacareacanga, no sudeste do Pará, em uma região de mata fechada. Os militares tentarão erguer a aeronave que caiu de bico em um igarapé.

Mais: Garimpeiro encontra avião desaparecido há mais de um mês no Pará

Mensagem de socorro de uma das passageiras a bordo de avião desaparecido no Pará
Reprodução/TV Globo
Mensagem de socorro de uma das passageiras a bordo de avião desaparecido no Pará

Segundo o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), apenas depois desse trabalho será possível obter informações oficiais sobre os cinco passageiros que estavam no bimotor . De acordo com FAB, além do resgate, também estão sendo feitas perícias no local para tentar identificar as causas do acidente.

A aeronave havia desaparecido no dia 18 de março cerca de uma hora depois de decolar do Aeroporto de Itaituba com destino a Jacareacanga. O avião, de prefixo PR-LMN, pertencente à empresa Jotan Taxi Aéreo e prestava serviço à Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), ligada ao Ministério da Saúde.

O caso: Avião bimotor desaparece no Pará

Buscas: Força Aérea retoma busca por avião desaparecido no Pará

De acordo com ministério, estavam a bordo as técnicas de enfermagem Rayline Sabrina Brito Campos, Luciney Aguiar de Sousa e Raimunda Lúcia da Silva Costa, o motorista Ari Lima e o piloto Luiz Feltrin. Eles substituiriam as equipes que já prestavam atendimento às aldeias da etnia indígena Munduruku, na região de Jacareacanga.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.