Menino morreu no último domingo (6), no Hospital Regional Público do Sudeste, onde estava internado desde 31 de março

Agência Brasil

Um menino indígena de pouco mais de 1 ano, da etnia Xikrin, é a primeira vítima do ano a morrer no Pará, devido a complicações da gripe A (H1N1). A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Susipe), com base nos resultados de exames feitos pelo Instituto Evandro Chagas. O garoto morreu no último domingo (6), no Hospital Regional Público do Sudeste, em Marabá (PA), onde estava internado desde 31 de março.

Mais:  Capital paulista confirma a primeira morte por dengue no ano

Outra criança xikrin de 10 meses está internada em um hospital de Parauapebas devido às complicações causadas pelo vírus Influenza A. De acordo com a Susipe, seu estado clínico é estável. As duas crianças são da mesma aldeia, a Djudjêko, e não tinham sido vacinadas contra a gripe A.

Segundo a agência de notícias da secretaria estadual de Comunicação, a Sesipe já solicitou ao Ministério da Saúde doses de vacinas contra o vírus Influenza A a fim de antecipar a campanha de vacinação na aldeia. Pelo calendário, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe só deveria começar no próximo dia 22.

Até o momento, o Pará registrou 13 casos positivos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, sendo nove deles do tipo Influenza B; dois para Metapneumovírus Humano - vírus causador de frequentes infecções respiratórias agudas (IRA) em crianças, além dos dois casos já confirmados de H1N1.

De acordo com a Susipe, no mesmo período de 2013, haviam sido notificados 253 casos positivos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, sendo 107 para H1N1; cinco para H3N2; 19 para Influenza B; 24 para Metapneumovírus Humano e 98 para o vírus respiratório Sincicial.

A infecção viral pode ocorrer durante o ano inteiro, mas os casos de síndromes gripais e respiratórias tendem a aumentar durante o outono e o inverno. Os principais sintomas da Síndrome Gripal são febre súbita acompanhada por tosse ou dor de garganta e pelo menos um dos seguintes sintomas: cefaleia, mialgia (dor nos músculos) ou artralgia (dor nas articulações). Já a Síndrome Respiratória apresenta os mesmos sintomas da Síndrome Gripal e também a dificuldade para respirar.

Procurado, o Ministério da Saúde informou que está atualizando o número de casos confirmados, suspeitos e de mortes elaborado a partir dos registros de pacientes que procuram a rede de saúde. Até o mês passado, ao menos três mortes por gripe A já tinham sido confirmadas em Corumbá (MS).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.