Outubro deste ano foi o mais chuvoso em São Paulo desde 2001

O mês de outubro desde ano foi considerado o mais chuvoso na capital paulista desde o mesmo mês do ano de 2001, segundo informações do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Esse aumento nas precipitações, que também foi registrado nos meses de julho, agosto e setembro, começou no meio do ano, quando o fenômeno La Niña - resfriamento anômalo das águas do Oceano Pacífico - provocou maior evaporação de água na região amazônica, provocando aumento no volume de chuvas e de vapor de água na região.

Agência Estado |

Segundo o CGE, essa umidade foi transportada para a região Sudeste por conta da baixa pressão do oceano, criando as frentes frias que avançaram para dentro do continente e encontrando essa umidade na atmosfera, o que provocou chuvas. O volume durante os 31 dias do mês chegou ao total de 156,2 milímetros, contra os 215,3 milímetros registrados em outubro de 2001. O aumento da temperatura na superfície do mar também contribuiu para o aumento das precipitações.

De acordo com o CGE, este ano foi considerado anômalo devido à maior quantidade de frentes frias chegando a São Paulo, originadas por um aumento no volume das chuvas, que teve como causa o fenômeno El Niño - fenômeno que aquece as águas do Pacífico - que deve atuar até o fim do verão, no ano que vem. O fenômeno deve continuar provocando mudanças nas temperaturas e no regime de chuva da região na primavera e no verão, provocando um leve aumento no volume de precipitações.

As situações provocadas pelo La Niña e pelo El Niño também foram os causadores do aumento do volume de chuva no mês de outubro de 2001, afirmou o CGE. O mês de setembro deste ano também foi registrado como o mais chuvoso comparado ao dos últimos anos.

    Leia tudo sobre: chuvasão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG