Oscar pode consagrar nomes desconhecidos do grande público

LOS ANGELES ¿ O elenco do favorito ao Oscar de melhor filme, Quem quer ser um Milionário?, é integrado por desconhecidos do grande público, assim como várias categorias da maior premiação da indústria cinematográfica, com artistas reconhecidos no teatro e televisão e que serão vistos pelo mundo todo no próximo domingo.

AFP |

"Slumdog Millionaire" (no original) e seu orçamento modesto concorrem ao prêmio máximo, enquanto os atores Melissa Leo e Richard Jenkins estão na disputa por suas interpretações em filmes independentes.

De todos os contos de fada do Oscar deste ano, a ascensão de "Slumdog Millionaire" até o posto de favorito para o prêmio de melhor filme é, sem dúvida, a mais incrível, considerando que seus protagonistas acabam de sair do anonimato.

O diretor Danny Boyle acredita que agora a sorte está nas mãos do destino. "É muito estranho. Trabalhar na Índia, onde acreditam no destino como motor da existência, abriu um pouco a minha mente", declarou o britânico recentemente.

"Algumas coisas que aconteceram durante as filmagens fizeram com que tivesse mais respeito pelas crenças deles".

Os modestos 15 milhões de dólares de orçamento enfrentam os 150 milhões de "O Curioso Caso de Benjamin Button", apontado como principal rival na disputa de melhor filme.

No entanto, o mais curioso - sem ironia - é que "Slumdog Millionaire" esteve a ponto de não ser lançado nos cinemas.

Quando a distribuidora americana Warner Indepedent Pictures fechou as portas ano passado, o longa-metragem foi abandonado. Em um determinado momento a Warner cogitou a possibilidade de lançar o filme direto em DVD, mas conseguiu um acordo com a Fox para a estreia nos cinemas.

O fim da história é conhecido: o filme foi aclamado pela crítica, reconhecido pelo público e recebeu dezenas de prêmios, como o Globo de Ouro e o Bafta de melhor do ano, o prêmio de melhor elenco do SAG (Sindicato dos Atores dos EUA), entre outros.

Enquanto Boyle e "Slumdog Millionaire" tem tudo para sair vitoriosos no domingo, Melissa Leo, indicada a melhor atriz, afirma que está muito orgulhosa de concorrer ao lado de estrelas como Meryl Streep, Kate Winslet, Angelina Jolie e Anne Hathaway.

A atriz, de 48 anos, reconhece que o glamour do Oscar nem passou pela sua cabeça quando rodava o filme independente "Rio Congelado", também indicado na categoria roteiro original.

Já para o veterano Richard Jenkins, 61 anos, indicado a melhor ator por "The Visitor", a presença ao lado de Brad Pitt, Mickey Rourke, Sean Penn e Frank Langella é uma surpresa.

"Foi uma loucura - boa loucura, não uma loucura ruim - e uma das melhores notícias que ouvi em muito tempo", declarou.

Viola Davis, 43 anos, indicada a atriz coadjuvante por uma única, longa e intensa cena de "Dúvida", admite que não está acostumada à fama. "Até procurei meu nome no Google", contou aos jornalistas no almoço para os indicados no início do mês.

"Noventa e cinco por cento das pessoas neste negócio sofrem um dia de desemprego, eu fui uma delas", declarou.

    Leia tudo sobre: oscar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG