Osasco desativa tendas de triagem da gripe suína

Com a diminuição da procura por atendimento de pessoas com sintomas de gripe na rede municipal de saúde de Osasco, na Grande São Paulo, a prefeitura decidiu hoje desativar as barracas usadas para triagem de pacientes nos prontos-socorros do Jardim Helena Maria e Jardim Santo Antônio. De acordo com a prefeitura, as tendas serão desmontadas amanhã, às 19 horas.

Agência Estado |

Elas haviam sido instaladas com o objetivo de minimizar a transmissão da doença, separando as pessoas com sintomas da gripe das que procuram atendimento por outros motivos.

As duas unidades de saúde, junto com o Hospital Central Municipal Antônio Giglio, concentram o maior número de atendimentos da rede e foram escolhidas para realizar esse tipo de atendimento diferenciado em razão do aumento de demanda registrado depois que a cidade confirmou os primeiros casos de influenza A (H1N1), a gripe suína. As barracas entraram em funcionamento no dia 24 de julho. Mas, pouco mais de um mês após o início das triagens, foi registrada uma intensa queda no número de atendimentos nas tendas, o que motivou a desativação.

Segundo o diretor de atendimento secundário da secretaria da Saúde, Ewandro Ruck, o atendimento de pessoas com sintomas da gripe volta a ser feito dentro dos prontos-socorros. "Com a redução, estas unidades retornam as atividades de atendimento normal e com as mesmas medidas de prevenção à gripe das demais unidades de saúde", afirma. Amanhã, também será desativada a tenda de orientação sobre a gripe suína montada no calçadão da Rua Antônio Agu. Diariamente, a equipe orientava cerca de 300.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG