Órgãos de jovem morto em Barueri são doados em São Paulo

SÃO PAULO - O motoboy Pablo Patrick Ramos da Silva, de 21 anos, baleado em um assalto na noite da última segunda-feira em Barueri, teve os órgãos doados na madrugada desta quinta-feira.

Redação |

Na noite desta quarta, Silva, que teve morte cerebral, foi transferido para o Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde teve coração, safena, fígado, rins e córneas retirados para doação, previamente autorizada pela irmã. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, as córneas ainda passam por exames para saber se podem ser aproveitadas.

O rapaz foi rendido na porta da casa da família por dois criminosos, que invadiram o imóvel, onde estavam seus pais. A mãe, de 59 anos, morreu vítima de enfarte fulminante menos de 24 horas depois de perder o marido, de 66 anos, também baleado pelos assaltantes.  

Poucos minutos após o falecimento de Maria Encarnação Benedito da Silva, no Pronto-Socorro Central de Barueri, os médicos do Hospital Cruzeiro do Sul, em Osasco, confirmaram a morte encefálica do filho dela.

O caso

Após render o motoboy, os assaltantes levaram o comerciante João dos Ramos Pires e seu filho Pablo para um quarto onde acreditavam existir um cofre. Como não o encontraram, atiraram nos dois e fugiram com joias, um celular e R$ 60 em dinheiro.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, Maria teria ouvido dois disparos vindos do quarto. Quando ela foi até lá viu o filho e o marido baleados e os assaltantes fugindo pela escada. O rapaz e o comerciante foram socorridos, mas João não resistiu e morreu logo depois.

Acionada, a polícia fez buscas na região e prendeu Ailton Caetano da Silva, de 29 anos, que foi reconhecido e acabou preso. O segundo suspeito foi detido para averiguação e, mais tarde, liberado.

Leia também:

Leia mais sobre: assalto


    Leia tudo sobre: assalto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG